Mais um dos devaneios

Amor
ensandecer no ardor
desespero

Se amor é esquecer rancor
e começar do zero

Então é sentir desejo
sem medo
e se entregar irracionalmente

Outorgar as rédeas de si a outro peito

Coincidentes
ocos de apreços

Ambos tiveram antes imersos em lástimas
graças à grandeza esplendorosa
do que chamam de vida

Se vem em consequência da dor
vejo em ti
sem dúvida
todo meu amor.

TT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s